Conferência Ageas "Viver Cultura"

Em 2018, celebrámos um importante marco na cultura portuguesa: criámos uma parceira com o Coliseu Porto, que renasceu como Coliseu Porto Ageas.

Agora, um ano passado, somam-se ações que nos levam a celebrar esta união com a histórica sala de espetáculos portuense. Sendo a cultura um dos nossos eixos estratégicos, acreditamos que com esta parceria foi possível estender o acesso da sociedade a espetáculos de música ou de teatro.

Convidámos Colaboradores, Clientes, Parceiros e Mediadores a experienciar emoções que nos permitem perceber como o Grupo Ageas Portugal está de mãos dadas com a cultura.

Dia 9 de maio, assinalámos o aniversário desta parceria com dois momentos: com a última Conferência Viver Bem, em parceria com o jornal Expresso, onde contámos com dois painéis que discutiu a importância da cultura e com um Open Day.

Steven Braekeveldt abriu última conferência do ciclo Viver Bem, convidando os presentes a refletir sobre a cultura e a sua importância para a sociedade.

Rui Moreira (Presidente da CM Porto), Inês Simões (Diretora Comunicação Corporativa e Marca do Grupo Ageas Portugal), Joana Garoupa (Diretora de Comunicação e Marca Galp) e Álvaro Covões (Everything is New) debateram a importância do investimento privado na cultura. Além da opinião unânime em como é importante a democratização do acesso à cultura – em todas as vertentes, debatemos estatísticas: será que estamos a assistir a um “desinvestimento” da cultura?

Além da necessidade de apostar na formação nas camadas mais jovens, terminámos o primeiro painel com a certeza de que temos de reescrever a “estória” que a nossa cultura quer contar.

Depois de um momento musical, a cargo de Miguel Araújo, optámos por pensar o futuro e os desafios que se impõem à cultura. Por exemplo: será que o Spotify nos dá a mesma experiência do que um concerto ao vivo?

Tiago Rodrigues (Diretor Artístico do Teatro Nacional D. Maria II), Roberta Medina (Better World), Eduardo Paz Barroso (Presidente do Coliseu Porto Ageas) e Miguel Araújo (Compositor e cantor) concordaram na necessidade de reestruturar a oferta cultural. Além da necessidade de fomentar a cultura nas crianças, Tiago Rodrigues partilhou alguns projetos que o Teatro tem criado para convidar a comunidade até às suas salas. Como foi o caso da Dona Alzira que, morando a 150 metros do Teatro Nacional D. Maria II há 50 anos, nunca tinha entrado no teatro – e hoje é conhecida pelo nome, de tantas que são as suas visitas.

O CEO do Grupo Ageas Portugal encerrou a manhã, deixando a questão: estaremos perante novas formas de acesso à cultura – de que forma nos poderemos adaptar?

Reveja a Conferência na íntegra em: www.facebook.com/jornalexpresso/videos/2331643390410888/

Estamos, verdadeiramente, de mãos dadas com a Cultura.

Fotografias de Lara Jacinto e Miguel Nogueira

Partilhe esta notícia

Achou o conteúdo desta notícia útil?

Este site utiliza cookies. Ao navegar, estará a consentir com a sua utilização. Saiba mais sobre a política de cookies.