Federação Portuguesa de Rugby

A FPR tem a responsabilidade pelo desenvolvimento do rugby em Portugal, de organizar as competições a nível nacional e também é responsável pelas Seleções Jovens (Os Lobinhos) e pela Seleção Nacional Portuguesa de Rugby (Os Lobos).

Lobinhos a Lobos

Transmissão de valores

O projeto - "Lobinhos a Lobos" - abrange os jogadores mais jovens de rugby em Portugal e tem como objetivo formar crianças e jovens, através de uma abordagem holística, assente nos valores que o jogo de rugby tão bem transmite. Noutro registo, mas igualmente relevante, procura preparar os jovens jogadores para representarem as seleção nacionais. A formação dos Lobinhos começa antes dos 8 anos e vai até aos 16, passando pelas seleções jovens, até chegar à Seleção Sénior, conhecida como "Os Lobos".

O projeto Lobinhos a Lobos foca-se na vertente formativa,  não esquecendo os treinadores, árbitros, voluntários, dirigentes e "pais e mães" que são fundamentais para enquadrar toda a atividade dos mais novos, valorizando está experiência e aumentando o entusiasmo e a paixão pelo jogo de rugby.

Lobinho Ageas

Mascote oficial das camadas mais jovens do Rugby federado

O Lobinho Ageas acompanha toda a época desportiva da Federação Portuguesa de Rugby e já é uma referência junto do público da modalidade. Foi criado com o objetivo de reforçar o apoio da marca junto dos mais jovens, e incentivo à prática desportiva e exercício dos valores do Rugby: Integridade, Respeito, Disciplina, Paixão, Solidariedade.

Escolhemos os melhores materiais e cada parte da mascote é representada numa cor Ageas, pela diversidade e dinamismo que imprimimos em cada interação e ação relacionada com os valores positivos a que nos associámos no Rugby Juvenil.

É também uma forma de contribuir para o desenvolvimento e prevenção, no âmbito do bem-estar e da saúde, da sociedade no geral, bem como acrescentar valor ao desporto nacional.

FPR e o Plano Nacional de Ética no Desporto

A Federação Portuguesa de Rugby associa-se ao Plano Nacional de Ética no Desporto do Instituto Português do Desporto e Juventude

O comportamento de acordo com o espírito do Fairplay é essencial para o sucesso e desenvolvimento do desporto, neste caso, o rugby. As atividades que promovem o Fairplay têm como objetivo favorecer o espírito desportivo, sendo que a boa conduta dos jogadores, agentes desportivos e espectadores é extremamente importante para o incremento de uma experiência positiva de todos os intervenientes no jogo. 

Cartões pedagógicos

A dinamização da principal premissa do Plano Nacional de Ética no Desporto, o Fairplay, será feita através da instituição do Cartão Branco, que tem o objetivo de reconhecer, destacar e recompensar boas atitudes e comportamentos.

Os jogadores podem receber um Cartão Branco quando:

  • Joguem de acordo com as leis de jogo;
  • Nunca discutam com os árbitros;
  • Aplaudam o adversário quando formam o corredor.

Os treinadores podem receber o Cartão Branco quando:

  • Respeitem, em todos os momentos, e de igual modo, os seus atletas e adversários;
  • Incentivem os seus jogadores a ajudar os adversários sempre que aqueles necessitem;
  • Respeitem as decisões do árbitro – sempre! 

Os espetadores/Adeptos serão merecedores da exibição do Cartão Branco quando:

  • Aplaudam as duas equipas;
  • Reconheçam o esforço do árbitro;
  • Apoiem de forma positiva e com fairplay ambas as equipas. 

Este site utiliza cookies. Ao navegar, estará a consentir com a sua utilização. Saiba mais sobre a política de cookies.