Rafael Pacheco é o vencedor do Prémio Novos Talentos Ageas

02.10.2023

O guitarrista Rafael Pacheco é o grande vencedor da quinta edição do Prémio Novos Talentos Ageas, cuja final decorreu, na Casa da Música.

Rafael Pacheco, que interpretou, na guitarra portuguesa, obras de Pedro Caldeira Cabral, Alcino Frazão, Domingos Camarinha, Armando Freire e Mário José Lopes, reuniu o maior número de votos do público presente na Sala Suggia. Foi acompanhado por Pedro Soares, na viola, e André Moreira, no baixo acústico.

Com Rafael Pacheco, disputaram a final do Prémio Novos Talentos Ageas 2022 Francisco Berény Domingues, na guitarra clássica, e a fadista Maura Airez. 

Um dos nomes promissores da nova geração de guitarristas, Rafael Pacheco nasceu em 2000, em Portimão. Aos 12 anos, incentivado pela avó, começou a aprender a tocar viola de fado na coletividade local “Boa Esperança”. Três anos depois, iniciou os estudos de guitarra clássica na Escola da Bemposta. Ao mesmo tempo, de forma autodidata, iniciou a aprendizagem de guitarra portuguesa, tendo recebido algumas aulas do mestre Custódio Castelo. Em 2018, começou a frequentar as  noites de fado lisboetas, e, desde então, tem acompanhado nomes importantes do panorama fadista, e tocado em afamadas casas de fado e importantes palcos, em Portugal e no estrangeiro. 

O Prémio Novos Talentos Ageas foi criado pela Fundação Casa da Música e pelo Grupo Ageas Portugal com o objetivo de incentivar o trabalho de músicos emergentes de elevado potencial e de promover projetos artísticos de reconhecida qualidade. Ao longo de 2022, os músicos ou agrupamentos concorrentes apresentaram-se em concertos ao fim da tarde, nas áreas da música de câmara, do fado e do jazz. Condições obrigatórias para a participação no Prémio foram a integração exclusiva de músicos de nacionalidade portuguesa ou com residência fixa em Portugal (com exceção de projetos que tivessem génese ou caráter português, podendo, então, integrar músicos de outras nacionalidades); a idade dos músicos ser inferior ou igual a 35 anos; e serem selecionados pela Casa da Música para integrar a lista de candidatos ao Prémio Novos Talentos Ageas. Na fase de seleção, o público foi convidado a avaliar cada um dos concertos num boletim de voto. Dos três mais bem classificados resultaram os finalistas que, esta tarde, se apresentaram na Sala Suggia.

Ao vencedor do Prémio Novos Talentos Ageas são atribuídos cinco mil euros.

Recordamos os vencedores das quatro edições anteriores:

  • Horácio Ferreira, Clarinete;
  • Bernardo Pinhal e Sérgio de A, Duo de Piano;
  • Pedro Borges, Piano;
  • Beatriz Felício, Fado.

Partilhe esta notícia

Achou o conteúdo desta notícia útil?