Médis apoia a iniciativa “Tenho Cancro. E depois?”

Reconhecer e explicar as causas do cancro, colocando o cidadão no centro da discussão, é a melhor forma de prevenir e tratar a doença. É este o mote que está na base da iniciativa “Tenho Cancro. E depois?”, um projeto que nasceu com o objetivo de desmistificar o cancro e estimular a discussão pública sobre os desafios que os doentes enfrentam diariamente. A iniciativa, que conta agora com o apoio da Médis, foi lançada em pela SIC Notícias e pelo Expresso.

Com a parceria da Novartis e a colaboração de entidades como a Liga Portuguesa Contra o Cancro e a Sociedade Portuguesa de Oncologia, a iniciativa procura juntar associações de doentes, sociedades médicas e prestadores de serviços na área da saúde em Portugal para discutir a doença oncológica.

“Tenho Cancro. E depois?” apresenta-se como um espaço de partilha de informação sobre a doença para que se possam encontrar soluções que respondam às necessidades dos doentes oncológicos em Portugal. Será uma oportunidade para refletir sobre os principais desafios que os doentes e as suas famílias enfrentam, como a integração laboral e a gestão familiar. O objetivo é pensar em formas de integrar os doentes na sociedade e de ouvir os profissionais de saúde que lidam com a patologia, existindo assim uma partilha de experiências e conhecimentos. É também uma porta que se abre às histórias de vida, aos sobreviventes, a exemplos que reforçam a esperança e a confiança de todos os que vivem com a doença.

Viver com cancro é um desafio para o doente, para a família e para a sociedade. O grande objetivo desta iniciativa passa, assim, por mudar mentalidades e tentar transmitir a atitude mais correta para lidar com esta doença, cada vez mais crónica, apresentando-se como um meio de diálogo sobre um problema que não deve ser ignorado por ninguém.

A Médis uniu-se à Sic Notícias e ao Expresso e apoia a iniciativa “Tenho Cancro. E depois?” com o objetivo de contribuir para a promoção da literacia na saúde. Enquanto seguradora de saúde que está sempre presente e promove diversas ações de prevenção, é indiscutível a importância do papel da Médis no acompanhamento aos seus Clientes em todas as fases da doença.

Segundo Teresa Bartolomeu, Diretora de Marketing da Médis, “é fundamental ter uma visão integrada na abordagem. Devemos seguir o doente em todas as etapas e não só depois de diagnosticada a doença. O financiador deve ter conhecimento de todo o processo de diagnóstico e de tratamento e ser um agente incentivador de projetos que promovam a literacia em saúde, estilos de vida mais saudáveis e medidas de prevenção (como rastreios).”

Acompanhe as histórias inspiradoras, as novidades médicas, as opiniões dos especialistas, as entrevistas exclusivas e o futuro dos tratamentos em https://sicnoticias.pt/tenho-cancro-e-depois.

Partilhe esta notícia

Achou o conteúdo desta notícia útil?