Fundação Ageas apoia as Bolsas Sociais EPIS

A Associação de Empresários Pela Inclusão Social premiou 72 alunos e seis escolas públicas e organizações com as Bolsas Sociais EPIS 2019-2022, num investimento recorde de 107.100 euros, um crescimento de 8 % face ao ano anterior. Este programa distingue o mérito académico de estudantes carenciados que terminaram o 3.º ciclo e o secundário no ano letivo 2018/2019, bem como boas práticas de escolas e outras organizações na educação pela inclusão social e inserção profissional.

Nesta 9.ª edição das Bolsas Sociais EPIS, a associação recebeu inscrições nas 23 categorias a concurso, num total de 296 candidaturas de 41 concelhos de Portugal Continental e de uma ilha dos Açores, onde se integram alunos de 11 nacionalidades (Angola, Brasil, Cabo Verde, China, EUA, França, Guiné Bissau, Portugal, Roménia, São Tomé e Príncipe e Ucrânia). Após avaliação dos processos, a EPIS premiou alunos e organismos de 28 concelhos (+5 do que em 2018) e da ilha de São Miguel.

No total dos 72 alunos, 61 estão agora inseridos no secundário e 11 no pós-secundário. Todos serão apoiados no seu percurso académico, durante os próximos três anos.

Nas 8 edições anteriores das Bolsas Sociais EPIS, a associação premiou um total de 245 alunos: 217 alunos do ensino secundário e 28 alunos do ensino superior, sendo a taxa média de transição de 94,1% durante os anos letivos em que a bolsa social esteve em vigor.

A Fundação Ageas Agir com Coração é parceira das Bolsas Sociais EPIS desde 2013, tendo apoiado já 10 alunos de famílias em situação de vulnerabilidade social. Este ano apoia mais 2 Bolsas Sociais a alunas que terminaram o 9.º ano com bom aproveitamento, uma no Porto e outra na Amadora. Esperamos que estas Bolsas as ajudem a terminar o ensino secundário com sucesso.

Para Célia Inácio, Presidente da Fundação Ageas, «é com muita satisfação que a Fundação Ageas continua a apoiar as Bolsas Sociais EPIS. Sabemos que o futuro passa pelos jovens e pela sua formação e acreditamos fortemente no impacto social sustentável deste programa. Ambicionamos, com a Categoria Fundação Ageas, participar na formação destes jovens para que no futuro se tornem indivíduos responsáveis e atentos à sociedade que os rodeia, contribuindo assim para uma sociedade mais inclusiva e resiliente.»

                                                            

Partilhe esta notícia

Achou o conteúdo desta notícia útil?