Guia: como aquecer a casa sem gastar (muito)

06.12.2022

Lisboa, 06 de dezembro – Para o Grupo Ageas Portugal, prevenir é a melhor forma de evitar que os acidentes aconteçam e é nesse âmbito que o Grupo segurador pretende ajudar os portugueses a prepararem-se para o frio, numa altura em que as temperaturas baixas irão intensificar-se com a chegada de um fenómeno que se está a formar na Sibéria, denominado ‘Besta do Leste’, e em que se espera que a fatura da eletricidade, consequentemente, suba.

O Inverno chegou e com este os dias gélidos e escuros, o que torna a tarefa de manter as casas quentes mais difícil para muitas famílias. No entanto, a situação vai-se agravar com a chegada deste acontecimento meteorológico, que consiste numa concentração de uma massa de ares gelados. Embora esta situação ainda não seja certa, os meteorologistas acreditam que afete a Europa do Sul e, concretamente, Portugal.

Atualmente, despender muita energia para aquecer a casa não é uma opção acessível para todos. Seja porque vivemos tempos desafiantes, com elevadas taxas de inflação que contribuem para um aumento generalizado do custo de vida, seja pela séria crise energética que estamos a atravessar. Nesse seguimento, tanto o Grupo Ageas Portugal como as suas marcas, nomeadamente a Ageas Seguros ou Ocidental, estão sensíveis ao tema e propõem alguns conselhos úteis para ser possível estar confortavelmente quente em casa.

  1. Consumir bebidas quentes: não tem possibilidade de ligar aquecedores? Bom, a verdade é que existem outras formas de aumentar a sua temperatura corporal que não exigem despender mais eletricidade, gás ou madeira. Prepare um chá, um café, um chocolate quente e aqueça-se.
  2. Quando utilizar o forno para fazer refeições, aproveitar o seu calor: outra dica para manter a casa aquecida em dias frios é utilizar todas as fontes de calor indiretas para a aquecer. Por exemplo, sempre que recorrer ao forno, deixar a porta do mesmo aberto quando terminar de fazer a sua refeição.
  3. Manter as portas e as janelas isoladas: as portas e as janelas são, muitas vezes, fatores de entrada de frio. Para evitar que isso aconteça, aposte num bom isolamento com espuma ou borracha. Uma dica bastante básica que, além de ser de fácil implementação, está disponível em qualquer lado.
  4. Alterar a decoração: não pensamos que a decoração possa ter um papel significativo na retenção de calor dentro de casa, mas a realidade é que sim. Mudar a disposição dos móveis pode ser uma forma de manter o calor, assim como paredes exteriores vazias podem também dificultar a sua retenção. Assim, para o ajudar a reduzir os custos com energia, encoste os móveis e aposte em espelhos, molduras e quadros para cobrir as paredes.
  5. Manter as persianas e portadas fechadas: no Inverno, os dias ficam mais frios e curtos, por isso, o ideal é não abrir as persianas e portadas, principalmente depois do sol desaparecer. Se as mantiver fechadas, consegue mais eficazmente reter o calor dentro de casa.
  6. Apostar nos têxteis: uma boa forma de se aquecer dentro de casa é utilizar mantas, cobertores e almofadas que, ao mesmo tempo, ajudam a tornar as divisões mais acolhedoras. Também os tapetes ou carpetes são uma excelente opção, visto que o calor é mais facilmente perdido pelo chão, garantindo um isolamento extra. Na escolha de um sofá, opte por tecido, em detrimento de pele e complete-o com almofadas e texturas quentes como o veludo e a camurça. No que diz respeito às cortinas, pode manter as versões mais leves, mas adicione tecidos com mais textura.

O Inverno pode ser um verdadeiro problema para as famílias que têm as casas menos preparadas para os dias mais rigorosos. Além disso, é ainda nesta altura que o número de acidentes domésticos pela utilização incorreta de lareiras, aquecedores, mantas elétricas, entre outros recursos selecionados, aumenta. É, por isso, importante escolher com cuidado, pois existem alternativas menos dispendiosas e também mais seguras para manter a casa quente.

É a pensar nestas adversidades que também existe atualmente uma equipa de trabalho dedicada a soluções inovadoras em matéria de eficiência energética, nomeadamente no que toca a janelas eficientes. Para o Grupo Ageas Portugal é relevante perceber que os seguros mitigam sim problemas, e os números assim o dizem, mas é possível ir ainda mais longe, encontrando outras soluções que sejam impactantes na vida das pessoas.

Ter janelas eficientes é um exemplo que tem impacto no conforto e poupança das pessoas. As casas em Portugal não são bem construídas em termos de isolamento, e uma vez que se esperam tempos difíceis, as pessoas precisam de ajuda para melhorar as casas em que se encontram. Desta forma, o Grupo Ageas Portugal está ciente de que ter medidas adaptadas a todos é importante.

Prevenção é sempre a recomendação e a palavra-chave.

Achou o conteúdo deste press release útil?